Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio 16, 2010

Cúmplices...

A foto diz tudo... um ótimo final de semana!!

Pra você, mãe! Onde quer que esteja...

Hoje minha mãezinha completaria 83 anos. Mas ela se foi pra deixar o céu ainda mais brilhante.

Saudades eternas dessa senhorinha amada, boa praça, dona de um coração de ouro recheado com mel.

Te amo, mamãe!!

Cuidando da Saúde

A partir do dia 20 já vou poder usar o plano de saúde. FINALMENTE! Tenho que fazer zilhões de consultas porque, vergonhosamente, estou toda atrasada. Daí fiz um check-list dos médicos que eu preciso visitar, sei lá quanto tempo vou demorar pra fazer tudo, mas pelo menos deixo aqui registrada a minha boa intenção:



1. GINECOLOGISTA - acho que a última vez que eu fui foi em Dez/2008. Feio, muito feio! Desleixada é pouco. Sei que vou tomar um puxão de orelha, mas enfim... Vou ter que ir, fazer aqueles exames deliciosos na posição de frango assado, provavelmente ele vai pedir exames de sangue e ecografias. E lá vou eu, peregrinando de laboratório em laboratório.
Atualizando: consegui marcar consulta só pra dia 02/07/2010. Mas tá marcadinha...


2. OFTALMOLOGISTA - acho que esse é o mais vergonhoso. Deve fazer uns 10 anos que não examino as vistas. Eu sou míope e com a gravidez parece que fiquei ainda mais cegueta. Não consigo fazer quase nada sem os óculos. Os meus, estão pela hora da morte. L…

Acostumada...

A GENTE SE ACOSTUMA

(Texto de Marina Colassanti)



Eu sei que a gente se acostuma. Mas não devia.

A gente se acostuma a morar em apartamento de fundos e não ver vista que não sejam as janelas ao redor. E porque não tem vista logo se acostuma a não olhar para fora. E porque não olha para fora, logo se acostuma e não abrir de todo as cortinas. E porque não abre as cortinas, logo se acostuma a acender mais cedo a luz. E, à medida que se acostuma, se esquece do sol, se esquece do ar, esquece da amplidão.

A gente se acostuma a acordar sobressaltado porque está na hora. A tomar café correndo porque está atrasado. A ler o jornal no ônibus porque não pode perder tempo. A comer sanduíche porque não dá para almoçar. A sair do trabalho porque já é noite. A cochilar no ônibus porque está cansado. A deitar cedo e dormir pesado sem ter vivido o dia.

A gente se acostuma a abrir o jornal e a ler sobre a guerra. E aceitando a guerra, aceita os mortos e que haja números para os mortos. E aceitando os números,…