Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro 23, 2011

Cada um no seu quadrado...

Ontem foi a primeira noite do Gustavo no seu bercinho, no quarto dele e da irmã. Também foi a primeira noite da Ana Luiza na sua cama desde que eu estava barriguda e voltei a fazer CC por pura preguiça de levantar na madrugada.
A noite foi "movimentada", com vááááárias acordadas da Ana e duas do Gustavo. E terminou as 6:30 da manhã com os dois dormindo comigo na cama de casal. Mas assim, nem foi ruim, foi só agitada.
A nossa decisão foi porque o bercinho desmontável já não é mais tão confortável pro Gustavo. Como ele está grandão e pesado, o colchão cedeu e ficou uma "vala" e ele parecia estar incomodado com isso, porque não achava uma posição pra ficar. Desmontar o berço do quarto e colocar no nosso estava fora dos nossos planos, então resolvemos colocar nossa duplinha no quartinho que foi montado, decorado e planejado com muito carinho.
Como era dia da nossa ajudante fazer uma mega limpeza, pedi que ela desse atenção especial ao quarto dos pequenos. Quando cheguei e…

Exceção

E a febre do Gustavo marcou presença por 5 dias. Isso mesmo, 5 dias.
Na quinta, levei o pequerrucho na pediatra. Diagnóstico: infecção de garganta. Saí do consultório com uma receita de ATB, antitérmico e remédio para desencatarrar. Rodamos 7 farmácias, até encontrar o ATB e começamos o tratamento a noite.
Sexta ele passou o dia relativamente bem, mas teve febrícolas que foram controladas com antitérmico. Mas de madrugada o bicho pegava. A febre subia, ia nas alturas, o terror de qualquer mãe. Remédio, peito, colo. Com a febre o narizinho trancava e ficava ainda mais difícil mamar. Foi péssimo.
Confesso que fiquei com o pé atrás com o diagnóstico de infecção de garganta, pois desde que a Ana nasceu todos os médicos pelos quais passamos eram categóricos ao afirmar que "bebês com menos de um ano de idade NÃO TEM infecção de garganta." Mas a pediatra me mostrou a garganta do pequeno e estava beeeem vermelha e irritada. Fiquei ainda pensando que poderia ser porque ele estava se es…