Pular para o conteúdo principal

Consulta, considerações, comportamento...


Pois é... hoje pela manhã tivemos consulta com a pediatra. Era consulta de rotina, mas serviu (MUUUUITO) pra me ajudar nessa crise de abstinência de sono forçada!

O quadro geral da baixinha é excelente. Bom peso, boa estatura, nada no peito e, MUITA COISA NO NARIZ! Ontem a noite e de madruga aproveitei as crises de berros e acordadas da Ana pra observar como estava a respiração dela. Vi que ela estava roncando e respirando bastante pela boca. Comentei com a médica e, juntas, chegamos às seguintes conclusões:

1. FATO: A Ana está sendo acordada pelo nariz entupido. Ela respira pela boca, seca a garganta e ela acorda. O nariz dela está uma fábrica de meleca (amarela, branca e verde, faltou azul pra completar as cores da bandeira...hehe), e uma das narinas está amarelada por dentro. A outra está ressecada. CONCLUSÃO: Rinite alérgica...

2. FATO: Quando ela é acordada pela Sra. Rinite, ela percebe que está sozinha e arma o maior barraco. Grita, chora, esperneia, parece que estão matando a criança. (Eu não deixo ela berrando, ela simplesmente consegue fazer tudo isso e mais um pouco em menos de 1 min! É isso que eu chamo de saber aproveitar o pouco tempo...) Entonces, levantamos e vamos "acudir". CONCLUSÃO: Ela sabe que se fizer barraco a resposta é mais rápida.

3. FATO: Ela pára com o show de horrores assim que a gente abre a porta. Então, ela fica com os bracinhos levantados falando "upaaaaaaaa", "upaaaaaaaa". A gente bem que tenta fazer ela deitar com a pepe e o chê, mas ela não quer saber. E daí, mais uma rodada de barraco. CONCLUSÃO: Ela sabe que o colo é mais confortável e acolhedor...

4. FATO: Eu, que já estou pra lá de Bagdá, com sono, de saco cheio, acabo pegando ela no colo, sento na cadeira e lá ela dorme profundamente. Quando vai pro berço, ela berra. (Ops, esqueci de tirar o arame farpado em volta do colchão, penso comigo mesma!). Faço um carinho e ela volta ao sono. CONCLUSÃO: eu sou muito tonta! Perco as estribeiras rápido demais e minha filha de 85cm é mais esperta do que eu.

5. FATO: Quando nada resolve, ela grita, berra, esperneia e quando eu desisto e levo ela pra nossa cama, a noite flui (pra ela) até as 3 da matina, quando ela começa com o "sonambulismo de relógio" e assim vai até efetivamente acordar, as 6 da matina, se esgoelando que quer mamar. CONCLUSÃO: tudo o que ela quer ela tem pedido aos berros. Se eu aceitei esse comportamente uma vez é natural que ela repita e aprimore as sessões de birra até ela conseguir o que ela quer: ir pra nossa cama.

6. FATO: A médica me passou as receitas de alopatia e homeopatia para tratar a rinite. Vai levar aproximadamente 15 dias pra terminar o tratamento. Nesse meio tempo, muita maracujina misturada com pulso forte. CONCLUSÃO: com o nariz destrancado e respirando melhor não haverá motivos físicos para que ela acorde, o que, possivelmente, reduzirá as sessões gritaria. Acordando é necessário colocar em prática a parte do pulso forte que totalmente diferente de ter um ataque histérico, berrar com a criança e bater. Significa ter voz firme e explicar claramente que aquele é o quarto dela e que é hora de dormir. Essa parte vai ser froids, mas vamos ter que passar por ela. Vai nos ajudar e colaborar com uma noite de sono de melhor qualidade pra pequena.

Conversei muito com a Dra. Ana. Ela explicou que não é errado a criança chorar, sentir raiva, frustração. O que é errado é deixar a criança ter comportamentos destrutivos e perigosos pra ela e para os que estão a sua volta. Que nós, pais, podemos usar nosso tamanho e força para CONTER esses comportamentos, mas NUNCA PARA BATER. Conter significa segurar firme e não esmagar os braços ou afundar as unhas na criança. Ainda é mantida a idéia de que palmada não educa, mas sim machuca.

Achei bacana tudo isso que ela falou, pra mim fez muito sentido. Tem dias que me sinto impotente diante das birras da minha pequena, sinto como se eu fosse criança e ela o adulto. Não sei se vou conseguir seguir tudo a risca, mas é lógico que vou tentar, principalmente porque em tudo que ela falou não houve qualquer menção ao uso de violência física. Tenho certeza de que carinho e limites podem seguir de mãos dadas!

Torçam por mim!

Beijos

Comentários

pri rosa disse…
Nossa que luta menina...meu filho tem 1 ano e 6 meses e só agora resolvemos colocá-lo para dormir..na caminha dele...pois ele não dormia no berço que era grudado na minha cama ,pulava e ia direto p/ mim..se sabe três numa cama só é demais..colocamos ele no quarto junto com irmão de 4 anos...tem sido uma luta constante..ele acorda de 3 a 5 vezes por noit..aí eu deito com ele ele volta á dormir...na terceira eu acabo dormindo com ele ...ando igual uma sonâmbula durante o dia..pois o "tiodiatra" disse p/ tirarmos o soninho da tarde...adianta um pouco ..em vez de acordar 5x ele acorda 3x...e é isso ..entendo bem o que está passando...bjooosss
Cris disse…
Boa sorte!!
Agora com o narizinho livre pra respirar, vai ficar tdo bem!!

Beijaao!
Daniely disse…
Lindona,

Desejo melhoras a sua pequena com relacao a rinite pra que o soninho dela volte a normalidade.
Esses pequenos sempre nos ensinando algo,ne? Bastante esclarecedor as conclusoes a que voces chegaram.
Gabriel so nao dorme bem se tiver algo incomodando mesmo, ai ele da um verdadeiro show, parece ate que tao matando o meu pequeno, so colo mesmo pra fazer ele ficar calminho.
Estamos na torcida pra que tudo entre no seu devido lugar.
Beijoooos
Amiga pelo menos vc conseguiu descobrir né..

mas que morri de rir com seu relato ..ahah isso sim..kkkkkkkkkkkkkkkkk

bjossssssssssssss

Postagens mais visitadas deste blog

Adenóide

Ana Luiza sempre teve um sono meio agitado, mas eu achei que isso era dela. Mas dormindo com a gente, mesmo agitada, ela dormia.
Então, um belo dia, ela foi dormir na casa da avó e ela me perguntou como a gente conseguia dormir com a barulheira e agitação da Ana. Dei risada, porque achava que era coisa de avó, mas uma luzinha vermelha acendeu e comecei a prestar atenção nas madrugadas. 
Gente, que dó! Que MENAS MAIN! Ana Luiza ronca horrores, chega a ficar sem ar, respira só pela boca... Comentei com a pediatra e ela me disse que poderia ser adenóide. Lá fui eu "googlar" o que era essa tal de adenóide. Grosseiramente falando é uma "carninha" que se forma no fundo do nariz e que atrapalha a entrada de ar. Ela pode se resolver sozinha até os 6 anos, mas alguns casos resolve-se com uma cirurgia simples. Cirurgia = MEDO!
Fizemos o raio-X solicitado e apareceu um comprometimento de 2/3. 2/3!!!! PQP!!! Então, a pediatra prescreveu homeopatia para que fossemos acompanhan…

Doença da mão,pé e boca - Doencinha das Trevas

Sábado, casório pra gente ir. Quando é comecinho de tarde, Gu começa a apresentar uma febre muito da esquisita. Alta, sem nenhum outro sintoma. Um bichinho me cutucou, lembrei do bilhete que veio na agenda sobre casos de Roséola. Rá, só pode ser isso. Anti-térmico, colo, água, paciência. Adeus festerê noturno. Nossa balada da madruga será com um bebezão com febre. 
Quando é de noite, vejo que ele tem dificuldades pra engolir. Nem o mama vai direito. Dispenso a roséola e penso: "Garganta! Só pode!" Noite agitada, bebê com febre, dor, chororô. Seguimos em turno, eu e Rafa, dando conta do mal estar do mocinho. Quando brilha o Sol, simbora pro PS. A febre tinha dado trégua, mas garganta é dureza, muitas vezes só ATB resolve e ATB só com receita médica.
Fila, espera, várias crianças com o mesmo quadro. Mudança de tempo é nisso que dá. A plantonista nos atende, aquele protocolo normal, quando vê a garganta, dispara: "Olha só como está inflamada!". Parecia uma couve-flor…

Enjôo x Fome

Já estamos na 9ª semana de gestação. Nessas horas eu acho que o tempo se arrastaaaaaaaaa, mas tudo bem. A novidade, não tão novidade assim é que os enjôos não deram trégua. Parece até que pioraram... Oh, céus!


Eu acordo já com dores e com uma vontade horrenda de colocar tudo (?) pra fora. Mas ao mesmo tempo que estou super enjoada, eu quase morro de fome. Mas fome por comida, não por café da manhã. Eu tenho vontade de matar um pratão de feijoada com muita costelinha, bacon e arroz. Daí, penso nisso e passo mal... hahahahahaha... não consigo entender... sério!

Hoje mesmo, acordei e quase botei os bofes pra fora. Na frente da Ana Luiza. Imaginem a carinha de assustada que ela fez. Ainda bem que foi só alarme falso...


O que tem ajudado, pouco, é água bem gelada, com gás. Eu que estava achando que a Coca-Cola iria ser minha melhor amiga, me enganei. Até tomo, mas prefiro água com bolinhas - como diz a Donana. Parece que aquele fundinho doce do gosto da Coca me deixa ainda mais enojada.


Outras…