Pular para o conteúdo principal

Você sabia...


...que alergia ao leite de vaca é diferente de intolerância à lactose? Pois é... são duas coisas bem diferentes, embora alguns sintomas sejam bem parecidos.

Quando bebê, Ana Luiza tinha cólicas horrendas, pavorosas, daquela de deixar qualquer mãe a beira de um ataque de nervos. Daí conversei com a pediatra dela da época e ela pediu que eu fizesse uma dieta de exclusão: sem leite e derivados. Foi sofrido (pra mim), mas as cólicas melhoraram. Pouco antes de voltar ao trabalho e colocar a baixinha no berçário, começamos com leite artificial. Ana Luiza tinha 3 meses e pouco e a indicação foi o NAN. Meu pesadelo começou novamente. Além de cólicas, ela apresentava raios de sangue nas fezes, manchas vermelhas na pele, cólicas. E veio a indicação de um gastropediatra, pois ela poderia ter alergia ao leite de vaca ou intolerância à lactose. Pra mim, era tudo a mesma coisa.

Mais uma vez, cortamos leites e derivados. Por minha conta e risco, passei a usar somente leite de soja - NANSoy. Funcionou. Com o crescimento dela, tentei a introdução do leite de vaca, mas sem muito sucesso. Primeiro porque os sintomas voltavam, segundo porque ela não curte muito o gosto. Então, mantemos o leite de soja (agora de caixinha) e ela come derivados, produtos com traços de leite, mas sem exagero.

Confesso que ela nunca teve um diagnóstico: se tinha/tem intolerância à lactose ou alergia ao leite de vaca. E como os sintomas e reações dela nunca foram graves, nunca investigamos mais a fundo. Mas a postura que adotamos pode ter sido a responsável pela não evolução de algo pior. Essa é a história da nossa família, mas conheço várias (virtual ou pessoalmente) que não tiveram o mesmo desfecho. Famílias que precisam de leites especiais, alimentação diferenciada, tratamentos caros...

Foi no mundo virtual que eu acompanhei muitas histórias de mães de bebês alérgicos ou de bebês que necessitam de uma alimentação especial ou leites super caros. Duas delas são a Vivi, mãe da Malu e a Aline Bretas, mãe do Theodoro. Vale a pena visitar o blog delas pra conhecer suas histórias.

A pedido da Ana Flávia, estou divulgando um site que pode ajudar muitas mães quanto o assunto é Alergia à Proteína do Leite de Vaca. No site tem muitas informações bacanas que podem ajudar muitas famílias a entender como é a evolução, sintomas e tratamentos para essa alergia. Em muitos casos, a família não dispõe de recursos financeiros para compra de uma lata de leite especial, que pode chegar a custar aproximadamente R$500,00!!! No site há informações quanto à solicitação de auxílio ao governo, quais os procedimentos e documentos.










Também é possível tirar dúvidas via e-mail com a nutricionista Renata Pinotti, bem como muitos links de publicações científicas sobre o assunto. Vale a pena conferir!!!!










Lá você também encontra o link da ONG SEMPRE VITA, que auxilia às famílias na obtenção dos produtos junto ao Governo e tem muitas informações bacanas sobre Terapia Nutricional.










Entre nos sites, passe para os amigos! A gente sempre pode ajudar, mesmo que indiretamente! Boa informação, nunca é demais!!










Beijos,










Fabiana.

Comentários

Cris disse…
Amiga, Lucao tb tinha cólicas de gritar, tadico. mas ele foi diagnosticado com intolerância a lactose, saiu do peitao com 3 meses e meio, e ficou no nansoy, e evitávamos tudo com lactose, sempre dávamos com soja. Até um ano, qnd começamos a dar aos poucos e até hj, adora tdo de soja, mas ingere coisas com lactose sem problemas mais, graças a deus.
Bjs
Daniely disse…
Gabriel nunca sofreu de colicas, mas quando tinha 9 meses e foi fazer uns exames por conta de um possivel problema renal que estava prejudicando o ganho de peso, foi diagnosticado com um grau de alergia ao leite de vaca e ao trigo!
Passamos a usar produtos "lactose free" e passamos a optar por produtos integrais, na epoca ele mamava no peito, entao eu tive que parar de tomar leite de vaca e derivados que contivessem o mesmo.
Hoje, Gabriel ja pode tomar iogurte, queijo e ate algo que leva leite de vaca, desde que nao seja exposto a varios produtos que contenham o leite da vaca no mesmo dia. Acabamos ficando ainda com o leite sem lactose por costume,mas Gabriel ja chegou a tomar e nao teve reacao alguma.
Graca a Deus, no final deu tudo bem.
Beijoooos

Postagens mais visitadas deste blog

Adenóide

Ana Luiza sempre teve um sono meio agitado, mas eu achei que isso era dela. Mas dormindo com a gente, mesmo agitada, ela dormia.
Então, um belo dia, ela foi dormir na casa da avó e ela me perguntou como a gente conseguia dormir com a barulheira e agitação da Ana. Dei risada, porque achava que era coisa de avó, mas uma luzinha vermelha acendeu e comecei a prestar atenção nas madrugadas. 
Gente, que dó! Que MENAS MAIN! Ana Luiza ronca horrores, chega a ficar sem ar, respira só pela boca... Comentei com a pediatra e ela me disse que poderia ser adenóide. Lá fui eu "googlar" o que era essa tal de adenóide. Grosseiramente falando é uma "carninha" que se forma no fundo do nariz e que atrapalha a entrada de ar. Ela pode se resolver sozinha até os 6 anos, mas alguns casos resolve-se com uma cirurgia simples. Cirurgia = MEDO!
Fizemos o raio-X solicitado e apareceu um comprometimento de 2/3. 2/3!!!! PQP!!! Então, a pediatra prescreveu homeopatia para que fossemos acompanhan…

Doença da mão,pé e boca - Doencinha das Trevas

Sábado, casório pra gente ir. Quando é comecinho de tarde, Gu começa a apresentar uma febre muito da esquisita. Alta, sem nenhum outro sintoma. Um bichinho me cutucou, lembrei do bilhete que veio na agenda sobre casos de Roséola. Rá, só pode ser isso. Anti-térmico, colo, água, paciência. Adeus festerê noturno. Nossa balada da madruga será com um bebezão com febre. 
Quando é de noite, vejo que ele tem dificuldades pra engolir. Nem o mama vai direito. Dispenso a roséola e penso: "Garganta! Só pode!" Noite agitada, bebê com febre, dor, chororô. Seguimos em turno, eu e Rafa, dando conta do mal estar do mocinho. Quando brilha o Sol, simbora pro PS. A febre tinha dado trégua, mas garganta é dureza, muitas vezes só ATB resolve e ATB só com receita médica.
Fila, espera, várias crianças com o mesmo quadro. Mudança de tempo é nisso que dá. A plantonista nos atende, aquele protocolo normal, quando vê a garganta, dispara: "Olha só como está inflamada!". Parecia uma couve-flor…

Enjôo x Fome

Já estamos na 9ª semana de gestação. Nessas horas eu acho que o tempo se arrastaaaaaaaaa, mas tudo bem. A novidade, não tão novidade assim é que os enjôos não deram trégua. Parece até que pioraram... Oh, céus!


Eu acordo já com dores e com uma vontade horrenda de colocar tudo (?) pra fora. Mas ao mesmo tempo que estou super enjoada, eu quase morro de fome. Mas fome por comida, não por café da manhã. Eu tenho vontade de matar um pratão de feijoada com muita costelinha, bacon e arroz. Daí, penso nisso e passo mal... hahahahahaha... não consigo entender... sério!

Hoje mesmo, acordei e quase botei os bofes pra fora. Na frente da Ana Luiza. Imaginem a carinha de assustada que ela fez. Ainda bem que foi só alarme falso...


O que tem ajudado, pouco, é água bem gelada, com gás. Eu que estava achando que a Coca-Cola iria ser minha melhor amiga, me enganei. Até tomo, mas prefiro água com bolinhas - como diz a Donana. Parece que aquele fundinho doce do gosto da Coca me deixa ainda mais enojada.


Outras…