Pular para o conteúdo principal

Desapego... ou não...


Finalmente tomei vergonha e comecei a separar as coisas que eram da Ana e que poderão ser usadas pelo Guri. No final não restaram muitas coisas, mas o básico conseguimos salvar. Incrível como tinha coisa... 85% cor de rosa, lilás, com babados, frufrus. Os outros 15% são coisas que a dinda emprestou (que eram do Leo) e algumas roupinhas básicas e bodys clarinhos.

Além de ter minha rinite atacada por mexer em coisas que estavam guardadas há um bom tempo, foi delicioso relembrar cada momento que cada uma daquelas roupinhas representam: a primeira saída pra tomar vacina (um tiptop rosa que foi presente da minha irmã), o primeiro All Star que foi comprado na primeira ida ao shopping (que nos rendeu um escândalo sem tamanho da baixinha e um cocô atômico que vazou quase até o pescoço), cueiros que eu usava pra enrolar a pequena nos primeiros banhos (alguns deles foram meus quando eu era bebê!). Daí, lembrando tudo isso, me bateu uma sensação tão gostosa e outra não tão gostosa assim: eu ainda não estou preparada pra me desfazer das coisas da baixinha. Simples assim, egoísta assim.

Mas deixa eu explicar o motivo. Todas as coisas da Ana foram cuidadas da melhor maneira possível, algumas das peças nunca foram lavadas na máquina, apenas na mão. Então, eu me pergunto: "Se eu der tudo isso pra alguém, será que a pessoa vai cuidar?" Eu sei que é um pensamento burro, mas é como eu me sinto no momento. Afinal, quando a gente dá alguma coisa, a gente abre mão e ponto. Passou a ser do outro e o outro pode fazer o que quiser. Infelizmente, ainda não me sinto pronta. Na realidade, estou torcendo pra dinda da Ana Luiza engravidar logo e ter uma menina bem linda, essa eu tenho certeza que vai cuidar de tudo com muito amor e capricho.

Deixando de lado meus conflitos gravídicos (ou não) internos, mexer com aquelas roupinhas tão pequeninhas me fez sentir que cada dia que passa é menos um pra ter o Guri por aqui. Imaginar como será a carinha dele, se ele vai ser fã de tetê como era a Ana Luiza, se ele vai dormir, se vai sorrir como ela. É inevitável não fantasiar, não comparar. Coisas de mãe... haha... Daqui a pouquinho esse garotinho estará por aqui, pra deixar nossa família ainda mais feliz e completa!

Beijos e boa semana!!!

Comentários

Cris disse…
Sabes que as coisas da Lu, guardamos, quase tdo de roupinhas, aí qnd descobrimos que vinha O Lu, guardei as mais especiais e dei as demais. Aí do enxoval do Lu, guardei as mais especiais e já passei a diante as demais. Agora da Analu, que usou as dela, que se tornaram muito especiais, e as especiais dos irmãos, não precisarei passar por isso, pois ficará tudo, tudinho, exceto pijamase etc, para meus sobrinhos, que espero ter logo. :-)

Eu sei como se sente!

Beijos!
Carol Garcia disse…
coisas de mãe...
não te recrimino. tenho um armário abarrotado de coisitchas do isaac que só darei mesmo se tiver certeza que serão bem cuidadas.

bjocas
Kelly Pereira disse…
Que delicia, que sensacao boa de saber que la vem nenem. Eu guardei pouquissimas coisas do Gianluca, na verdade nao tenho quase nada mais. Ele ia crescendo, perdendo roupas e eu dando embora. Poxa, deveria ter guardado mais. Beijos e boas semana.
♡ Dani ♡ disse…
Querida Obrigada pela visita, confesso estar ausente e sem vontade de Blogar, Agradeço seu Carinho...

Bjoo ♥
XIIII

amiga aqu não conseguimos aproveitar nada pq tudo do lú era azul e depois de 8 anos nem tudo eu queria usar mesmo ..kkk

bjos

Postagens mais visitadas deste blog

Adenóide

Ana Luiza sempre teve um sono meio agitado, mas eu achei que isso era dela. Mas dormindo com a gente, mesmo agitada, ela dormia.
Então, um belo dia, ela foi dormir na casa da avó e ela me perguntou como a gente conseguia dormir com a barulheira e agitação da Ana. Dei risada, porque achava que era coisa de avó, mas uma luzinha vermelha acendeu e comecei a prestar atenção nas madrugadas. 
Gente, que dó! Que MENAS MAIN! Ana Luiza ronca horrores, chega a ficar sem ar, respira só pela boca... Comentei com a pediatra e ela me disse que poderia ser adenóide. Lá fui eu "googlar" o que era essa tal de adenóide. Grosseiramente falando é uma "carninha" que se forma no fundo do nariz e que atrapalha a entrada de ar. Ela pode se resolver sozinha até os 6 anos, mas alguns casos resolve-se com uma cirurgia simples. Cirurgia = MEDO!
Fizemos o raio-X solicitado e apareceu um comprometimento de 2/3. 2/3!!!! PQP!!! Então, a pediatra prescreveu homeopatia para que fossemos acompanhan…

Doença da mão,pé e boca - Doencinha das Trevas

Sábado, casório pra gente ir. Quando é comecinho de tarde, Gu começa a apresentar uma febre muito da esquisita. Alta, sem nenhum outro sintoma. Um bichinho me cutucou, lembrei do bilhete que veio na agenda sobre casos de Roséola. Rá, só pode ser isso. Anti-térmico, colo, água, paciência. Adeus festerê noturno. Nossa balada da madruga será com um bebezão com febre. 
Quando é de noite, vejo que ele tem dificuldades pra engolir. Nem o mama vai direito. Dispenso a roséola e penso: "Garganta! Só pode!" Noite agitada, bebê com febre, dor, chororô. Seguimos em turno, eu e Rafa, dando conta do mal estar do mocinho. Quando brilha o Sol, simbora pro PS. A febre tinha dado trégua, mas garganta é dureza, muitas vezes só ATB resolve e ATB só com receita médica.
Fila, espera, várias crianças com o mesmo quadro. Mudança de tempo é nisso que dá. A plantonista nos atende, aquele protocolo normal, quando vê a garganta, dispara: "Olha só como está inflamada!". Parecia uma couve-flor…

Enjôo x Fome

Já estamos na 9ª semana de gestação. Nessas horas eu acho que o tempo se arrastaaaaaaaaa, mas tudo bem. A novidade, não tão novidade assim é que os enjôos não deram trégua. Parece até que pioraram... Oh, céus!


Eu acordo já com dores e com uma vontade horrenda de colocar tudo (?) pra fora. Mas ao mesmo tempo que estou super enjoada, eu quase morro de fome. Mas fome por comida, não por café da manhã. Eu tenho vontade de matar um pratão de feijoada com muita costelinha, bacon e arroz. Daí, penso nisso e passo mal... hahahahahaha... não consigo entender... sério!

Hoje mesmo, acordei e quase botei os bofes pra fora. Na frente da Ana Luiza. Imaginem a carinha de assustada que ela fez. Ainda bem que foi só alarme falso...


O que tem ajudado, pouco, é água bem gelada, com gás. Eu que estava achando que a Coca-Cola iria ser minha melhor amiga, me enganei. Até tomo, mas prefiro água com bolinhas - como diz a Donana. Parece que aquele fundinho doce do gosto da Coca me deixa ainda mais enojada.


Outras…