Pular para o conteúdo principal

Menino Baladeiro e Insônia


Já tem duas noites que eu tenho dormido, aliás, cochilado muito mal! Primeiro demoro séculos pra pegar no sono, não acho posição, minha cabeça não pára e o Guri que habita minha barriga também não. Quando finalmente fecho os olhos, durmo umas 2 horinhas e já sou acordada pela bexiga mega master blaster cheia. Levanto, com todo cuidado do mundo, porque tudo me dói, quando chego no banheiro já estou totalmente desperta, com a cabeça funcionando a mil por hora. Eu simplesmente não desligo! E é horrível!

Volto pra cama e fico observando a Ana dormir, o Rafa dormir. Escuto o cachorro latindo. Minha barriga ganha vida própria e o Gurizinho decide que é hora de brincar. Chuta, empurra, mexe e remexe. A casa está em silêncio, eu bem que tento fechar os olhos mas simplesmente não consigo. Nem o Guri e nem a minha cabeça permitem. E eu penso, penso, penso. Faço planos, cálculos, listas sem fim. Até tenho vontade de ver TV, mas seria muita sacanagem com os dois que dormem o sono dos justos, aquele brilho da caixa mágica bem na cara. Sem condições.

Pego o celular, conto as semanas de gestação. Fico imaginando o que eu estarei fazendo nesses dias. Daí lembro do relatório do cliente que eu tenho que entregar. Tenho vontade de levantar e trabalhar, mas ao mesmo tempo eu estou cansada e NÃO CONSIGO PREGAR O OLHO. E o meu Gurizinho continua me fazendo companhia. Mexe, remexe, empurra, como se gritasse: "Mamãe, também estou sem sono! Vamos brincar?!" E ele ganha vários carinhos.

Quando consigo "conquistar e dominar todos meus planos e rotinas mentais", decido que é hora de fechar os olhos. Viro pro lado, Gurizinho ainda está serelepe. Chuta, chuta, chuta. Viro pra cima: empurra, empurra, empurra. Pro outro lado: mais chutes e empurrões. E não pára. O sono ainda não chegou, aproveito pra curtir e me perguntar se ele vai ser elétrico quando sair da barriga. Uma pequena prece pra que não seja! Porque aí sim, quando ele nascer, eu vou morrer de sono, conseguir dormir de qualquer jeito, mas ser requisitada a cada hora...hahahahaha

Finalmente, o sono bate, consigo dormir... acordo de novo, algumas horinhas depois, com os espirros da Ana Luiza. O desfralde noturno. Xixi escapou. Troca, troca roupa de cama, ela dormindo e eu, mais uma vez, estou mais desperta do que antes. Daí começa tuuuuuuuuudo outra vez: balada na barriga, planos, planilhas, relatórios mentais...

Quando será que vou conseguir dormir novamente?! hehehe


Comentários

Carol Garcia disse…
Já dizia Capitão Nascimento, o sábio:
"NUNCA SERÁ!"

hahahahahah

bjocas
e o nome dessa criança, hein? vai ser guri mesmo?
Mamãe Cláudia disse…
Quando estava grávida do Gabriel, vivia assim, sem sono, quando dormia logo acordava para fazer xixi, e os planos iam surgindo na mente... Nada me fazia dormir de verdade... risos...
E logo o Ga nasceu e tudo ficou assim, acordada a cada 3 horas, quando não, a cada 2 horas...
É essa é a vida de mãe... risos...
Mas tente relaxar antes de deitar, desligar os botões da tomada... risos...
Quem sabe o sono vem...
bjs e melhoras nas dores e sono!!
Pri disse…
Deus é sábio né? Já vai nos preparando para ter que passar as noites insones amamentando.
Porém, contudo, no entanto, João era assim, mexia e remexia horrores. Dormia SUPER BEM. Mamava meia noite e depois as 5 e acordava as 8/9horas.
Eu até estranhava no começo.
Alice tbm mexia e remexia e estripuliava e foi ainda mais calma. Mamava as 23h e só as 7horas do dia seguinte.
Agora, Clara mexia e remexia e empurrava e... até hoje não dorme hahahahaha.
Beijos e boa sorte!!

Postagens mais visitadas deste blog

Adenóide

Ana Luiza sempre teve um sono meio agitado, mas eu achei que isso era dela. Mas dormindo com a gente, mesmo agitada, ela dormia.
Então, um belo dia, ela foi dormir na casa da avó e ela me perguntou como a gente conseguia dormir com a barulheira e agitação da Ana. Dei risada, porque achava que era coisa de avó, mas uma luzinha vermelha acendeu e comecei a prestar atenção nas madrugadas. 
Gente, que dó! Que MENAS MAIN! Ana Luiza ronca horrores, chega a ficar sem ar, respira só pela boca... Comentei com a pediatra e ela me disse que poderia ser adenóide. Lá fui eu "googlar" o que era essa tal de adenóide. Grosseiramente falando é uma "carninha" que se forma no fundo do nariz e que atrapalha a entrada de ar. Ela pode se resolver sozinha até os 6 anos, mas alguns casos resolve-se com uma cirurgia simples. Cirurgia = MEDO!
Fizemos o raio-X solicitado e apareceu um comprometimento de 2/3. 2/3!!!! PQP!!! Então, a pediatra prescreveu homeopatia para que fossemos acompanhan…

Doença da mão,pé e boca - Doencinha das Trevas

Sábado, casório pra gente ir. Quando é comecinho de tarde, Gu começa a apresentar uma febre muito da esquisita. Alta, sem nenhum outro sintoma. Um bichinho me cutucou, lembrei do bilhete que veio na agenda sobre casos de Roséola. Rá, só pode ser isso. Anti-térmico, colo, água, paciência. Adeus festerê noturno. Nossa balada da madruga será com um bebezão com febre. 
Quando é de noite, vejo que ele tem dificuldades pra engolir. Nem o mama vai direito. Dispenso a roséola e penso: "Garganta! Só pode!" Noite agitada, bebê com febre, dor, chororô. Seguimos em turno, eu e Rafa, dando conta do mal estar do mocinho. Quando brilha o Sol, simbora pro PS. A febre tinha dado trégua, mas garganta é dureza, muitas vezes só ATB resolve e ATB só com receita médica.
Fila, espera, várias crianças com o mesmo quadro. Mudança de tempo é nisso que dá. A plantonista nos atende, aquele protocolo normal, quando vê a garganta, dispara: "Olha só como está inflamada!". Parecia uma couve-flor…

Enjôo x Fome

Já estamos na 9ª semana de gestação. Nessas horas eu acho que o tempo se arrastaaaaaaaaa, mas tudo bem. A novidade, não tão novidade assim é que os enjôos não deram trégua. Parece até que pioraram... Oh, céus!


Eu acordo já com dores e com uma vontade horrenda de colocar tudo (?) pra fora. Mas ao mesmo tempo que estou super enjoada, eu quase morro de fome. Mas fome por comida, não por café da manhã. Eu tenho vontade de matar um pratão de feijoada com muita costelinha, bacon e arroz. Daí, penso nisso e passo mal... hahahahahaha... não consigo entender... sério!

Hoje mesmo, acordei e quase botei os bofes pra fora. Na frente da Ana Luiza. Imaginem a carinha de assustada que ela fez. Ainda bem que foi só alarme falso...


O que tem ajudado, pouco, é água bem gelada, com gás. Eu que estava achando que a Coca-Cola iria ser minha melhor amiga, me enganei. Até tomo, mas prefiro água com bolinhas - como diz a Donana. Parece que aquele fundinho doce do gosto da Coca me deixa ainda mais enojada.


Outras…