Pages

domingo, 23 de março de 2014

Sobre mim....

Depois de um ano hibernando é até esquisito parar e escrever. Como se as palavras não quisessem sair da cabeça e ir pro teclado...acho que perdi a prática.
 
Então, o que mudou nesses 365 dias? Além da idade, muita coisa. Fisicamente, foram 10kg eliminados. Sim, 10. Mudança radical no estilo de vida, alimentação melhor e exercícios... eu comecei a fazer academia, mas enjoei. Daí fiz aquela dieta DUKAN (que deveria ser DUKÃO), mas desisti depois da primeira fase. Finalmente me encontrei moderando na alimentação e fazendo caminhada e corrida. Cheguei até a participar de uma corrida de rua e foi bem bacana.
 
Continuo me dividindo entre casa e trabalho. Esse ano, com uma diferença, Ana Luiza entrou no ensino fundamental e tem aula somente a tarde. Assim, ela fica comigo na parte da manhã, no escritório e, a tarde, vai pra escola. Uma dinâmica totalmente nova, mas bem legal e desafiadora. O Gu continua indo integral e parece não ter sentido muito a mudança.
 
Em casa a rotina ficou menos pesada. Como Ana e Gu estão maiores, as rotinas passaram a ser light. Isso me ajuda bastante, assim tenho tempo de cuidar de mim, pensar, respirar, ler um livro ou simplesmente ficar olhando pro teto. Lógico que não estou na "maciota" pq agora tenho que lidar com outras situações: lição de casa, briga por  brinquedos, perguntas escabrosas da Ana Luiza, ataques de ciúme do Gu. Mas comparando à vida com bebês em casa, ah, é bem menos complicado.
 
Quanto aos bebês...rs... Não terei mais filhos e ponto final. Tá decidido dentro de mim. Estou feliz assim, com meus dois. Sinto que estou completa, que não tem mais espaço pra fraldas e noites insones na minha vida. Finalmente, ciclo fechado. Lógico que eu ainda acho bebês fofos, etc... mas de longe...rs... Agora quero babar em sobrinhos (acreditem, não tenho sobrinhos ainda!) e no meu afilhadinho lindo (ahaaaa!!! Ganhei mais um afilhado, lindo, gordelícia! Filho da minha melhor amiga). 
 
E eu? Bom.... eu passei por péssimos bocados em 2013, coisa pesada. Meu tio-pai sofreu um AVC em Setembro/2013 e permanece internado desde então. Tive problemas em casa. Um bando de coisa ruim, um bando de coisa que achei que nunca passaria na minha vida. Mas, todas as coisas ruins que aconteceram me fizeram perceber que sou mais forte do que pensava e que minha felicidade não depende dos outros, mas só de mim.
 
E 2014? Não sei o que ele me reserva, mas pelo menos, até agora, tem sido menos caótico do que 2013. E espero que assim continue....
 
Bom domingo!
 
F.

Nenhum comentário: